Nelson Coelho Wedding Films

Lynn & Valéry

Wedding video, wedding films, wedding videographer

Adoro Las Vegas! É o lugar do mundo que eu mais gostei até hoje, independentemente de ser considerado como uma cidade “artificial”.

Todos os anos, digo aos meus noivos (que vão fazer a sessão pós-casamento por ano, que sao 4 ou 5 casais por ano) quais são os meus planos pessoais de viagem e para onde vou viajar.

Eu posso ir de férias com os meus noivos ou para outro destino diferente para cursos e formaçao. Mas se um casal está interessado e quer vir comigo, eu proponho fazer uma sessão pós-casamento naquele local diferente. Não haverá custos adicionais, já que eu já vou lá estar. É claro que, se a noiva e o noivo escolherem um destino exclusivo para a sessão pós-casamento, o orçamento será diferente.

Eu gosto de oferecer essa possibilidade, porque é divertido e fácil para todos.

Mas deixe-me explicar: eu obviamente cobro pelo vídeo pós-casamento. O que eu não cobro é minha viagem ao exterior, porque, como eu estava a dizer, eu já estou lá de férias ou para formaçoes, então vamos nos encontrar lá.

É muito importante, em nossa profissão, deixar claro que um vídeo não é de graça – é um trabalho e tem seu valor. E procuro sempre clientes que valorizam o meu trabalho.

Então no ano passado, eu estava em Vegas, e este incrível casal decidiu se juntar a mim lá para fazer a sessão deles. Perfeito, pensei.

As cenas/imagens são sempre claras para mim.

Eu penso nas imagens como se fossem imagens fotográficas / estéticas, mas muito cuidadosamente enquadradas, que é a maneira que eu gosto de trabalhar em todas as sessões. Eu faço as imagens até obter um número adequado de imagens, e elas só depois eu vou pensar como vou fazer a edição desse conjunto de imagens.

É quando a história começa a ganhar vida. Eu nunca tenho um guião rigoroso na minha cabeça. Eu gosto de sentir o momento em que surge, o comportamento natural do casal e sua interação com o local da sessão.

Essa é a parte em que gosto de deixar meu instinto guiar meu trabalho.

Quando eu estava em Las Vegas com esse casal, lembrei-me da dança do seu casamento.

Eu vi a estrada, livre, o céu limpo, e eu simplesmente pedi que eles dançassem da maneira que eles se sentiam mais confortáveis. E enquanto eles estavam se divertindo, eu estava prestando muita atenção ao enquadramento.

Nós estávamos a divertir muito. No final do dia, fiquei muito feliz com as imagens que tinha feito, mas tenho que confessar que não sabia que música usar.

A verdade é que quando eu estou selecionando as imagens no computador (talvez depois de três horas ou mais), eu geralmente ouço música ou tenho o rádio ligada. Nesta ocasião, foi a rádio. E de repente, uma música começou a tocar na radio e eu disse- “Fdx, wow essa é a música perfeita”.

Eu não gosto de falar muito sobre o meu lado artístico, ou se todo mundo gosta do que eu faço.

A verdade é que eu preciso de alguma improvisação para poder gravar com total liberdade e fluidez.

Eu gosto de sentir as coisas no momento, como elas estão acontecendo, para poder senti-las de uma maneira real e autêntica, e mostrá-las assim. Claro, há uma preparação básica necessária, como conhecer o casal e a localização extremamente bem. E isso já é uma quantidade considerável de trabalho, mas durante as filmagens, o momento e meu instinto assumem a liderança.

De certa forma, eu acho que a maioria dos vídeos de casamento segue um estilo americanizado, o que é bom e eu até gosto disso, mas eu tento sempre me libertar disso, me deixar levar pelo casal e pelo momento, pelo que sei e sinto.

O resultado deste video em Las Vegas foi: um lugar incrível, algo novo, diferente, dinâmico, alegre, divertido, impressionante e surpreendente.

Shake it!

SHARE IT